Instituto TIM

Plataforma TIM Tec é objeto de estudos de dissertação de mestrado

No Instituto Federal do Tocantins (IFTO), com sede em Palmas-TO, a implementação da plataforma de cursos MOOC foi atrelada ao projeto de mestrado de Vivian Facundes, analista de TI da Diretoria de Tecnologia da Informação da Reitoria da instituição. O ponto de partida desse processo foi a formação sobre o software TIM Tec promovida em 2015, em Brasília-DF, para gestores e técnicos de instituições da Rede e-Tec Brasil. Foi lá que Vivian conheceu a modalidade de cursos MOOC (cursos online abertos e massivos).

Na época, ela estava cursando o mestrado profissional em Ciências da Computação no Centro de Informática (CIn) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Foi então que teve a ideia de tornar a plataforma o objeto de estudos de sua dissertação: análise de uma plataforma para MOOC sob a perspectiva conectivista da aprendizagem. “Sugeri à diretoria que eu aplicasse testes na plataforma de acordo com minha pesquisa”, explica.

O objetivo foi pensar em alternativas baseadas na teoria do conectivismo para que a plataforma promovesse ainda mais a interação e colaboração entre os alunos. Durante a pesquisa, algumas expressões foram modificadas para diferenciar ainda mais os cursos livres dos cursos regulares (“cursos” se tornou “espaços de aprendizagem” e “professor” virou “mediador”, por exemplo). Cada vez que um novo vídeo era postado, Vivian enviava uma notificação a todos os inscritos, o que aumentava o número de acessos.

Ela ainda pretende aprender a linguagem Python, utilizada em TIM Tec, para implementar novos recursos, como envio automático de notificações a cada novo vídeo postado, um chat entre os alunos e a possibilidade de visualizar se tem outras pessoas online fazendo o curso. “Seria interessante para que elas consigam interagir no momento, tirar dúvidas umas das outras, sem esperar um professor”, diz.

Atualmente, a plataforma TIM Tec do IFTO conta com 165 inscritos e dois cursos próprios publicados: Elaboração de documento no LibreOffice Writer e Elaboração de planilha no LibreOffice Calc. Vivian criou os cursos a pedido do Colégio de Dirigentes do IFTO para auxiliar os servidores no uso dos softwares, que estavam sendo implementados na instituição. Mas eles são abertos a qualquer pessoa interessada. “Tem alunos, tem gente de fora e, inclusive, tem pessoas de outros IFs que fizeram os cursos”, conta. A analista de TI grava os vídeos dos cursos a cada solicitação de suporte que recebe sobre os softwares, aproveitando as dúvidas dos servidores. “Uma dúvida interna pode ser também a dúvida de toda a comunidade.” Por isso, os cursos são contínuos e recebem atualizações constantemente.

A dissertação de Vivian já foi apresentada e aprovada, e ela está fazendo ajustes no texto para publicá-lo online. A analista de TI também está preparando um curso sobre LibreOffice Impress para publicar na plataforma em agosto. A Diretoria de EaD do IFTO pretende ainda criar outros cursos próprios para complementar o conteúdo dos cursos regulares, de acordo com as necessidades dos estudantes. Além de ser intuitiva e responsiva, Vivian destaca que outro ponto positivo da plataforma é a opção pelos cursos MOOC. “O usuário acessa o que ele quer, tem mais liberdade.”

Notícias relacionadas

Por mais mulheres trabalhando na área de TI

Dos 30 cursos publicados na plataforma TIM Tec, 23 são voltados para a área de Tecnologia da Informação (TI) – exploram linguagens de […]

Um glossário para entender o universo de TIM Tec – parte I

MOOC, software livre, documentação, fork, educação a distância… Quem já navegou pela plataforma TIM Tec ou pelo Portal TIM Tec deve ter se […]

Entenda a diferença entre MOOC e Moodle

Há muita gente que confunde os cursos MOOCs com o ambiente virtual de aprendizagem Moodle. Os Institutos Federais da Rede TIM Tec, por […]

Plataforma MOOC do IFPA é lançada durante evento sobre EaD

O Instituto Federal do Pará (IFPA) é a mais nova instituição da Rede e-Tec Brasil a lançar sua plataforma de cursos MOOC, desenvolvida […]